Mestre Gladson

Mestre Gladson

Gladson de Oliveira Silva, Mestre Gladson como é conhecido no mundo da Capoeira possui uma longa trajetória de realizações e projetos com a modalidade. Iniciou seu aprendizado na década de 60 em São Paulo com o Mestre Paulo Gomes da Cruz discípulo de Arthur Emídio. Seu Mestre foi Airton Neves Moura, o Mestre Onça, discípulo de Mestre Bimba, com quem aprendeu os fundamentos da Capoeira Regional. Viajou diversas vezes à Bahia e Rio de Janeiro nas décadas de 60 e 70 onde conheceu Mestre Bimba, Pastinha, Arthur Emídio, Djalma Bandeira, Mario Bonfim, Leopoldina, entre outros Mestres da Velha Guarda.

Foi pioneiro na introdução da Capoeira em Escolas e Universidades. Ensinou em Escolas tradicionais de São Paulo, como os Colégios Arquidiocesano e Nossa Senhora da Consolação. Em 1972 introduziu a Capoeira na Universidade de São Paulo, no Centro de Práticas Esportivas (CEPEUSP) e na Escola de Educação Física. No CEPEUSP leciona até hoje, desenvolvendo diversos Projetos importantes para a Capoeira do Brasil e do mundo, como as Clínicas de Capoeira, por onde passaram importantes Mestres como João Pequeno, João Grande, Bobo, Boca Rica, Moraes, Pelé da Bomba, Canjiquinha, Ezequiel, Itapoan, Nô, Nenel, Toni Vargas, Ramos, Paulinho Sabiá, Mão Branca, entre outros.

Mestre Gladson foi um dos fundadores da Federação Paulista de Capoeira e durante 15 anos foi Diretor Técnico da mesma, tendo conquistado por 4 vezes o título de Campeão Brasileiro, dirigindo a Equipe de São Paulo. Foi também Diretor da FUPE (Federação Universitária Paulista de Esportes) e da CBDU (Confederação Brasileira de Desporto Universitário), onde organizou e dirigiu dezenas de eventos, entre eles o primeiro Evento Internacional de Capoeira Universitário entre as seleções Paulista e Americana.

Publicou dois livros: “Capoeira do Engenho à Universidade” e “Capoeira Um Instrumento Psicomotor para a Cidadania”, este último em parceria com o Contra Mestre Vinicius Heine, sendo os mesmos amplamente reconhecidos pela comunidade da Capoeira.

Sua Escola de Capoeira, a Projete Liberdade Capoeira, atua na preservação e valorização da Capoeira nos seus aspectos histórico, cultural, social e educacional no Brasil, na Argentina, no Peru e na Espanha.

É fundador e coordenador do Projeto Porta Aberta, um Projeto Social que há 12 anos promove inclusão social através da Capoeira entre crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social no bairro do Capão Redondo, periferia de São Paulo.

Atualmente Mestre Gladson ministra cursos e palestras no Brasil e em diversos países do mundo, tanto para grupos de Capoeira quanto para organizações educacionais, disseminando uma proposta de Capoeira voltada para a promoção da qualidade de vida e do bem estar biopsicossocial. Atua também em empresas utilizando a Capoeira como meio de desenvolver a produtividade e o potencial criativo dos seus colaboradores.

Mestre Gladson será um de nossos oficineiros no Abril pra Angola Curumim, aproveite e inscreva-se já.